Assim sou EU....

A menina de olhos castanhos, do cabelo comprido, do sorriso sincero, da risada esquisita, dos sonhos impossíveis, da esperança interminável, de insegurança constante, dos amigos perfeitos, do coração enorme.
Aquela que se apaixona, que se esquece dos erros, que se envergonha de tudo, que se sente sozinha, e que nunca desiste. A menina que precisa ser protegida, que chora por tudo, que morre de medo, que ama a vida, que se desespera, que aproveita cada segundo, que é romântica, que fica feliz com um abraço, que sonha demais, que pensa demais, que complica demais e que deseja apenas ser feliz!

terça-feira, 9 de outubro de 2012




(...) porém como dizia Clarice Lispector, 
 
“Um dia tinha se passado vinte anos” 
Um dia terão se passado quarentas anos, 
cinqüenta anos, 
e a gente não vai nem saber que viveu, 
por que viveu , como continua vivendo.
“Desperdício” 
é uma das palavras que mais detesto em nossa língua
e em nossa realidade, desperdício de comida,
de dinheiro, 
de esforço, 
e de vida. 
Desperdício dos afetos, quando enganamos ou traímos.
Quando somos irresponsáveis feito adolescentes eternos,
e não acho graça nenhuma nisso.
Atitudes de crianças e de adolescentes são toleráveis e até graciosas, 
na idade devida. 
Depois ficam chatas, ficam inconvenientes, ficam burras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário