Assim sou EU....

A menina de olhos castanhos, do cabelo comprido, do sorriso sincero, da risada esquisita, dos sonhos impossíveis, da esperança interminável, de insegurança constante, dos amigos perfeitos, do coração enorme.
Aquela que se apaixona, que se esquece dos erros, que se envergonha de tudo, que se sente sozinha, e que nunca desiste. A menina que precisa ser protegida, que chora por tudo, que morre de medo, que ama a vida, que se desespera, que aproveita cada segundo, que é romântica, que fica feliz com um abraço, que sonha demais, que pensa demais, que complica demais e que deseja apenas ser feliz!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Tudo é do Pai - Banda Dom

Eu pensei que podia viver por mim mesmo Eu pensei que as coisas do mundo Não iriam me derrubar O orgulho tomou conta do meu ser E o pecado devastou o meu viver Fui embora, disse ao pai: -dá-me o que é meu! Dá-me a parte que me cabe da herança! Fui pro mundo, gastei tudo, me restou só o pecado E hoje eu sei que nada é meu Tudo é do pai. Tudo é do pai! Toda honra e toda a glória, É dele a vitória alcançada em minha vida. Tudo é do pai! Se sou fraco e pecador, bem mais forte é o meu senhor Que me cura por amor!

Pense nisso..


Vamos fazer nossa parte!!!

Jovens marcham contra a corrupção no dia do aniversário de Brasília

Da Redação
Marcha contra corrupção acontece na data do aniversário de Brasília./Foto:Antonio Cruz/AgBr

Um público formado principalmente por jovens se reuniu hoje (21) sob um sol forte de outono na capital do país para protestar contra a corrupção. Cerca de 1,5 mil pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal, marcharam na Esplanada dos Ministérios vestindo roupas pretas e carregando faixas e cartazes que pediam o fim dos desvios de verbas públicas. A marcha foi reforçada pelo público que participa das comemorações dos 52 anos de Brasília.
Foi a terceira edição da marcha organizada pelo Movimento Brasil contra a Corrupção (MBCC). Os protestos são organizados, principalmente, pelas redes sociais. Segundo um dos organizadores, Rodrigo Montezuma, estão previstas mobilizações semelhantes à de Brasília em cerca de 40 cidades. As principais bandeiras desta edição da marcha são o fim do voto secreto nas votações do Congresso e celeridade no julgamento do escândalo do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Entre os cartazes, havia muitos que pediam a saída do governador do Distro Federal, Agnelo Queiroz, citado nas investigações da Polícia Federal que levaram à prisão o empresário goiano Carlinhos Cachoeira, suspeito de comandar um esquema de jogos ilegais.
A próxima marcha contra a corrupção já tem data marcada: 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil.

Citações 

William Shakespeare

— Devemos aceitar o que é impossível deixar de acontecer. — Até mesmo a bondade, se em demasia, morre do próprio excesso. — O cansaço ronca em cima de uma pedra, enquanto a indolência acha duro o melhor travesseiro. — Vazias as veias, nosso sangue se arrefece, indispostos ficamos desde cedo, incapazes de dar e de perdoar. Mas quando enchemos os canais e as calhas de nosso sangue com comida e vinho, fica a alma muito mais maleável do que durante esses jejuns de padre. — Ninguém poderá jamais aperfeiçoar-se, se não tiver o mundo como mestre. A experiência se adquire na prática. — Se o ano todo fosse de feriados, o lazer, como o trabalho, entediaria. — Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco. — Que é o homem, se sua máxima ocupação e o bem maior não passam de comer e dormir? — Do jeito que o mundo anda, ser honesto é (igual) a ser escolhido entre dez mil. — Hóspede oferecido (...) só é bem-vindo quando se despede. — Um homem inteligente pode transformar-se num joão-bobo, quando não sabe valer-se de seus recursos naturais. — Quem não sabe mandar deve aprender a ser mandado. — A mulher que não sabe pôr a culpa no marido por suas próprias faltas, não deve amamentar o filho, na certeza de criar um palerma. — As coisas mais mesquinhas enchem de orgulho os indivíduos baixos. — Ninguém pode calcular a potência venenosa de uma palavra má num peito amante..

23 de Abril - Dia Internacional do Livro

Você sabia que o dia 23 de Abril é o Dia Internacional do Livro e dos Direitos dos Autores?
 
 
 
Em 1926 a Espanha resolveu comemorar o Dia do Livro no dia 23 de abril. Uma das razões para a escolha desta data é que neste mesmo dia do ano de 1616 dois dos maiores autores de todos os tempos morreram: o dramaturgo inglês William Shakespeare (que aliás nasceu também no dia 23 de abril) e o romancista espanhol Miguel de Cervantes.

Dia Internacional do Livro (23 de Abril)

Comemorou-se ontem, Sexta Feira dia 23 de Abril, o dia Internacional do Livro. Como tal, não poderia deixar escapar a oportunidade de fazer referencia a este dia importante já que a leitura é um factor fundamental no desenvolvimento das crianças. Antes de lermos Dramas, ficção cientifica, terror ou suspense, são nos livros infantis que damos os primeiros passos. Vejamos alguns excertos desta excelente reportagem encontrada por esse imenso mundo que é a Internet.
"Dia Mundial do Livro: A magia de passar a mão pelo papel

 
Desde 1996 que a UNESCO instituiu o dia 23 de Abril como o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. Assim, todos os anos se organizam eventos como forma de promover o gosto pela leitura, para impulsionar a publicação de mais livros e, ainda, contribuir para uma maior protecção dos direitos de autor. O porquê da escolha do dia 23 de Abril prende-se com o nascimento de importantes escritores, como Miguel de Cervantes ou William Shakespeare.

Os livros existem em massa no nosso mundo. Às vezes passam despercebidos a milhares de pessoas; outras vezes são devorados sofregamente pelos leitores mais viciados. Há livros para todos os gostos. Podem ser de ficção científica, história, romance, acção, memórias, crónicas, infantis ou de contos, mas todos têm o mesmo objectivo: ser lidos e proporcionar bons momentos aos leitores.

Cada livro tem a sua própria vida. Nascem de maneira diferente, pois cada autor dá vida às suas próprias personagens. Para Manuel Jorge Marmelo, jornalista e escritor, "não há nenhuma receita" na criação do livro, pois isso "varia muito de livro para livro" e, também, de "escritor para escritor".

Depois da passagem da imaginação à escrita, os livros são entregues às editoras ou tipografias para, assim, serem impressos, encadernados e distribuídos pelo país. Se antigamente o processo passava por muitas máquinas, hoje, com o processo digital, torna-se "mais rápido, mais simples e com menos desperdícios", sublinha Sérgio Almeida, técnico de pré-impressão.

Crescem da mesma forma, mas o seu fim varia. Há livros amontoados em armazéns e outros que rapidamente esgotaram em todas as livrarias. No entanto, existem já alternativas para a reutilização do livro. O Bookcrossing é uma das formas de o livro não estar parado numa estante qualquer lá de casa e "passar de mão em mão". sendo "lido por toda a gente", como afirma Isabel Sousa Uva, trabalhadora do "Papel & Cª", uma das "crossing zones".

Com a grande implementação da tecnologia digital e o aparecimento dos e-books e de tecnologia como o iPad, o futuro do livro em papel pode estar ameaçado. No entanto, quer Manuel Jorge Marmelo, quer Vidal Pinto, responsável pelo armazém da editora Campo das Letras, demonstram uma certeza: o livro em papel não vai terminar. Para Vidal Pinto, as pessoas precisam, antes de comprar o livro, de "pôr a mão no papel e de ler o seu resumo para saber imediatamente aquilo que vai acontecer"."

quarta-feira, 18 de abril de 2012

 

 “Eu gosto de quem FACILITA as coisas. De quem aponta caminhos ao invés de propor emboscadas. Eu sou feliz ao lado de pessoas que vivem sem códigos, que estão disponíveis sem exigir que você decifre NADA.”