Assim sou EU....

A menina de olhos castanhos, do cabelo comprido, do sorriso sincero, da risada esquisita, dos sonhos impossíveis, da esperança interminável, de insegurança constante, dos amigos perfeitos, do coração enorme.
Aquela que se apaixona, que se esquece dos erros, que se envergonha de tudo, que se sente sozinha, e que nunca desiste. A menina que precisa ser protegida, que chora por tudo, que morre de medo, que ama a vida, que se desespera, que aproveita cada segundo, que é romântica, que fica feliz com um abraço, que sonha demais, que pensa demais, que complica demais e que deseja apenas ser feliz!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

A importância das pessoas

Em nossa vida, estamos totalmente ligados direta ou indiretamente com muitos fatores que influenciam as nossas ações, que mudam nossos pensamentos e que, até mesmo, podem servir como estímulo para aqueles momentos difíceis nos quais pensamos em desistir. Fisicamente, chamamos isso de pessoas. Pessoas que estão ao nosso lado a toda hora, entrando e saindo, falando, agindo e aconselhando diversas vezes sobre determinada problemática.

Um dia, chegamos a imaginar que esse fator denominado "pessoas" vão estar sempre com a gente. E erramos feio, por sinal. É a lei de todo ser vivo nascer e morrer. As pessoas nascem, umas constroem a sua vida e partem. Outras, nem há tempo pra isso e a partida acaba sendo mais cedo. Porém, a unica certeza que se tem é a morte. Enquanto existir vida, existirá a morte. E uma antítese um tanto quanto complicada pra entendermos. Estamos acostumados a pensar que tudo que a gente gosta e que nos faz bem, sempre vai estar do nosso lado. Talvez, possa até estar, mas com um elenco diferente. Idas e voltas, vitórias e derrotas, mas sempre vai existir algum momento em que queremos parar o tempo e apenas viver aquilo.

Há pessoas que passam e ficam. São essas pessoas que têm um relacionamento maior conosco, seja por afeição, carinho ou até mesmo por falta de opção. Quando há pessoas que se encaixam ao nosso jeito de ser, cria-se um sentimento, uma atração que liga de uma certa forma, duas maneiras distintas de ser e de agir, o que faz com que relacionamentos comecem, amizades floresçam e até mesmo, quando acontece o contrário, as decepções. Por pensar que tudo é uma coisa eterna, o ser humano sofre com as perdas antecipadas e não calculadas por ele mesmo. Acabamos errando, cometendo diversas tristezas, que mesmo sem querer, se tornam motivos marcantes na vida de um outro alguém. É a mesma coisa de fazer um bolo com todos os ingredientes e chegar na hora de tirar, deixar menos tempo. Nos surpreendemos porque fizemos tudo certo, mas uma ação comprometeu todo o bolo.

E, vamos assim dizer, temos que nos acostumar com as perdas. Por mais difíceis que elas sejam, elas são necessárias para o nosso crescimento pessoal e, acima de tudo, emocional. Não há nada nessa vida que possa realmente ser dito que é para sempre, mas há coisas que quando queremos, lutamos pra que dure o máximo de tempo possível, porque nos faz bem. É do ser humano esquecer que é necessário dar valor todos os dias porque nunca se sabe o amanhã. Talvez por uma morte ou uma decepção, as escolhas na vida sempre vão ter um caminho indeciso. Enquanto isso, temos que viver. Viver e saber -ou, pelo menos, tentar- dar valor à tudo aquilo que expressa alguma importancia. Não podemos ficar sozinhos. Sozinho ninguém é feliz. É preciso ter sempre alguém do lado para dividir as emoções. Viva, mas não se esqueça que sempre terá alguém do seu lado que vai querer te ver bem e é pra isso que você tem que dar valor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário