Assim sou EU....

A menina de olhos castanhos, do cabelo comprido, do sorriso sincero, da risada esquisita, dos sonhos impossíveis, da esperança interminável, de insegurança constante, dos amigos perfeitos, do coração enorme.
Aquela que se apaixona, que se esquece dos erros, que se envergonha de tudo, que se sente sozinha, e que nunca desiste. A menina que precisa ser protegida, que chora por tudo, que morre de medo, que ama a vida, que se desespera, que aproveita cada segundo, que é romântica, que fica feliz com um abraço, que sonha demais, que pensa demais, que complica demais e que deseja apenas ser feliz!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Os paradigmas da sociedade

Todas as pessoas, a partir do momento que nascem já estão automaticamente adicionadas à uma sociedade que influencia diretamente sua forma de pensar e agir. Na verdade, mesmo sem querer é necessário viver em meio à pessoas que nos ajudam e nos mostram vários aprendizados que podem ser importantes ao decorrer de diversas situações impostas ao meio e aos participantes do tal.

Em todo caso, também estamos interligados à uma sociedade que, na maioria das vezes, julga o livro pela capa. Uma sociedade complexa e infinitivamente arbitrária que pensa apenas no bem de algumas pessoas, com maior poder, enquanto existe a desigualdade entre os iguais. Há uma governo que administra (ou pelo menos tenta) todo o tipo de imposto e repassa aos habitantes através de várias vertentes criadas, então. É criada uma porção de regras, enquanto são poucos os que realmente as seguem ao pé da letra. E enfim..

A grande problemática em questão é levar uma vida totalmente ligada à sociedade. Existem pessoas que esquecem de viver para si mesmas e tratam a sociedade como uma prioridade. Tratar a sociedade como prioridade e não apenas como uma opção, traz problemas sérios à uma vida normal. Inverter valores é uma forma explícita de manipular pensamentos e, com eles, obter um resultado abaixo do esperado. Há muitos que vivem em função do bom funcionamento da sociedade e se esquecem que para ela -a sociedade- ser realmente boa, tudo tem que começar dentro de casa, com as atitudes mais simples e sinceras possíveis, que demonstrem apenas aquilo que parece estar ausente em nosso cotidiano.

O julgamento da sociedade nem sempre será o correto. Por diversos motivos, sempre há de beneficiar o lado mais forte da situação, reprimindo o mais fraco e fortalecendo o mais forte. Com intermédio das próprias pessoas, a sociedade capitalista é o que tem levado atualmente. Muitos problemas estão à tona e sentimentos não estão tão valorizados assim. As pessoas se prendem à condições impostas a sociedade e vendem seu tempo, vendem seus sentimentos e se baseam em uma vida totalmente voltada ao capitalismo pregado pelos “grandes” homens da atualidade.

Costumo destacar que só temos uma vida. Uma vida composta de altos e baixos, tristezas e alegrias. Não é sempre que vamos estar por cima, não é sempre que vamos estar bem. Atualmente, o que tem sido válido é toda forma de pensamento livre. Ter liberdade de expressão e de pensamento é algo que fortalece muito a perspectiva de vida de quem ainda pode ter esperança no futuro. Os pensamentos não podem ser impostos, obrigados. Os pensamentos tem que ser assim como a palavra: livre de interpretação. Quem consegue pensar de forma livre, vai mais além.


Se livre de todo pensamento clichê. A sociedade, em si, já é clichê. 
Viva a sua vida da melhor maneira!

Nenhum comentário:

Postar um comentário