Assim sou EU....

A menina de olhos castanhos, do cabelo comprido, do sorriso sincero, da risada esquisita, dos sonhos impossíveis, da esperança interminável, de insegurança constante, dos amigos perfeitos, do coração enorme.
Aquela que se apaixona, que se esquece dos erros, que se envergonha de tudo, que se sente sozinha, e que nunca desiste. A menina que precisa ser protegida, que chora por tudo, que morre de medo, que ama a vida, que se desespera, que aproveita cada segundo, que é romântica, que fica feliz com um abraço, que sonha demais, que pensa demais, que complica demais e que deseja apenas ser feliz!

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Voltando a viagem...

Hoje estive em Soure... Nesse período é bom que os lugares estão mais vazios, na verdade são lugares pouco frequentados, o brasileiro ainda não descobriu as maravilhas da Amazônia, aqui tem belíssimas praias, como a Praia do Pesqueiro, essa praia é linda, para banho não é tão boa, mais a paisagem é perfeita! Também tem a praia de Araruna e Barra Velha, são praias exóticas, fechadas pela floresta amazônica, ao lado de um dos maiores mangues daqui, ou seja, o caranguejo que você come é novinho, ótimo, isso para quem gosta. Como disse aqui a água é salobra, pois o oceano é bem perto, o mar não é frio, devido ao clima quente daqui, o que torna o banho maravilhoso. Nem queria sair do mar, mais tive de sair, pois a última balsa sairia as 16:00hs, horário daqui.

Aqui existe a maior criação de búfalos, eles são dóceis, para vocês terem ideia, a polícia aqui não utiliza cavalos para andar na cidade, utilizam os búfalos, são animais mais resistentes, eles andam livremente peça cidade. Não posso deixar de citar o queijo e a manteiga de búfala, é uma delícia.

O dia foi para aproveitar Soure, conhecer as fazendas e criações de búfalos, conhecer o mangue daqui, nossa uma quantia imensa de caranguejos andando pelo mangue, pequeninos, pois estão em época de procriação, aqui também encontrei os guarás, uma ave linda, vermelha, todas soltas, voando livremente.

Os hotéis daqui de Soure não são tão bons, por isso escolhi Salvaterra para se hospedar.

“Salvaterra é um segredo, um presente fechado, porta - joias, senha maçônica. É preciso respeitar Salvaterra. É preciso amar Salvaterra. Ah, você não calcula...” disse o poeta Drummond.

No final do dia, e como ele passou rápido, peguei a balsa e voltei para a pousada.

Morta, rs! Descansei um pouco, para a noite assisti uma apresentação de carimbo, o que é predominante aqui.

No outro dia, logo pela manhã, hora de arrumar as coisas, tenho que voltar pra Belém, já estou em cima da hora para os preparativos do Ano Novo, são mais 3hs de barco até Belém, a viagem é tranquila, como gosto muito de dormir, aproveitei pra dormir a viagem quase toda, e tive a sorte de pegar o mesmo camarote anterior.

Bom, de Belém para Salinas são 230 km, mais a estrada é lotada, devido a época, então saímos bem cedo. Depois do Ano Novo em Salinas, vou voltar correndo para Belém, tenho um voo para Santarém às 12h20min, cidade que não tem muita coisa, na verdade vou ate Alter do Chão. Como dizem aqui, o Caribe do Brasil. Já estou ansiosa para conhecer!

Então depois volto para contar como foi minha virada, e como vai ser a temporada por lá. E para postar mais algumas fotinhas.

Beijinhos!!!

E novamente desejo um FELIZ ANO NOVO A TODOS!!!

Marcas do que se foi...


Feliz Ano Novo!
De repente, num instante fugaz, os fogos de artifício anunciam que o ano novo está presente e o ano velho ficou para trás.
De repente, num instante fugaz, as taças de champagne se cruzam e o vinho francês borbulhante anuncia que o ano velho se foi e ano novo chegou.
De repente, os olhos se cruzam, as mãos se entrelaçam e os seres humanos, num abraço caloroso, num so pensamento,
exprimem um só desejo e uma só aspiração:
PAZ E AMOR.
De repente, não importa a nação, não importa a língua, não importa a cor, não importa a origem, porque todos são humanos e
descendentes de um só Pai, os homens lembram-se apenas de um só verbo: amar.
De repente, sem mágoa, sem rancor, sem ódio, os homens cantam uma só canção, um só hino, o hino da liberdade.
De repente, os homens esquecem o passado, lembram-se do futuro venturoso, de como é bom viver.
De repente, os homens lembram-se da maior dádiva que têm: a vida.
De repente, tudo se transforma e chega o ano radiante de esperança, porque só o homem pode alterar os rumos da vida.
De repente, o grito de alegria, pelo novo ano que aparece.
FELIZ ANO NOVO!
Feliz Ano Novo!

Que nesse ano possamos sonhar,
E acreditar, de coração, que podemos realizar cada um de nossos sonhos,
Que esses sonhos possam ser compartilhados pelo bem,
E que eles tenham força de transformar velhos inimigos em novos amigos verdadeiros,
Que nesse ano possamos abraçar,
E repartir calor e carinho,
Que isso não seja um ato de um momento,
Mas a história de uma vida.
Que nesse ano possamos beijar,
E com os olhos fechados, tocar o sabor da alma,
Que tenhamos tempo para sentir toda a beleza da vida,
E que saibamos senti-la em cada coisa simples,
Que nesse ano possamos sorrir,
E contagiar a todos com uma alegria verdadeira,
Que não sejam necessárias grandes justificativas para nosso sorriso,
Apenas a brisa do viver,
Que nesse ano possamos cantar,
E dizer coisas da vida,
Que não sejam apenas músicas e letras,
Mas que sejam canções e sentimentos,
Que nesse ano possamos agradecer,
E expressar a Deus e a todos: “Muito Obrigado!”,
Que nesse “todos” não sejam incluídos apenas os amigos,
Mas também aqueles que, nos colocando dificuldades, nos deram oportunidades de sermos melhores.
E assim começamos mais um Ano Novo,
Um dia que nasce, um primeiro passo, um longo caminho,
Um desafio, uma oportunidade e um pensamento:
 
“Que nesse ano sejamos, Todos, Muito Felizes!”


Sinto a areia fina da praia sob os meus pés,
misturada com a água fria, salgada, do mar,
tiro os sapatos, para sentir melhor
o contato da areia e da água com a minha pele.

Todos esperam um só momento, um só instante,
ansiosos... radiantes... esperançosos
aguardam a contagem dos últimos minutos
para que este ano, dê seu lugar para o novo ano.

A contagem regressiva... começa...
começam todos a gritar em uníssono,
um grande clarão se abre sobre a minha cabeça,
luzes de todas as cores...
Fogos explodem no céu,
num espetáculo maravilhoso de luzes e beleza.

Fico extasiada a contemplar este belo espetáculo!!!
Olho para os lados... estou rodeado por uma multidão,
pessoas de todas as idades... e raças,
vestidas das mais variadas formas,
sorriso estampado nos lábios,
brilho de felicidade nos olhos,
nas mãos...taças para brindarem ao ano entrante...

A multidão, na sua grande maioria, de branco...
mergulham nas águas, como que querendo arrancar
dos corpos, qualquer vestígio deixado pelo ano que passou...

Recebo abraços, beijos, afagos...
retribuo com educação e por educação,
porque na verdade estou ausente disto tudo,
somente o meu corpo está presente,
mas meu pensamento, está longe... muito longe....
além... muito além... mais além do além...

Então... no meu pensamento...
te envolvo num abraço maravilhoso... total....
de corpo... alma... e espírito,

Ergo a minha taça para o céu
contemplo uma estrelinha, sozinha, brilhando...
piscando especialmente para mim...
penso em você... no seu amor... uma paz me invade,
dou um sorriso de felicidade... porque sei,
que onde estiveres também estarás feliz,
e nessa minha certeza...
olho para o céu e grito para o infinito
FELIZ ANO NOVO... 

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010


Para entender a maior ilha fluviomarinha do mundo, com cerca de 50 mil km², coberta a oeste pela densa Floresta Amazônica e a leste por uma espécie de savana, semelhante ao pantanal mato-grossense, é preciso mesmo enxergar com os olhos da poesia. A Ilha de Marajó não é apenas mais um admirável destino turístico do Brasil, é uma autêntica viagem para um país exótico e surpreendente. 

 
Impressionado, o poeta Carlos Drummond de Andrade tentou definir o lugar: “O Marajó é uma coisa fantástica, só você vendo... E depois de ver, é capaz de não acreditar.






No barco, indo para a Ilha do Marajó


Lindo!!!

A paisagem é incrível!!!

E o sol já estava baixando... Lugar perfeito pra relaxar!!!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Resumo da minha viagem..

Bom, esse ano resolvi fazer minhas férias diferentes, depois de um longo semestre difícil na faculdade e até mesmo no serviço, me dei a oportunidade de tirar uns 15 dias de férias, já emendando o Natal e o Ano Novo. Resolvi passear em Belém.
Sai de Brasília exatamente no dia 24, não vou mentir que sai com o coração apertadinho, pois nunca passei um natal longe da família e deixo pessoas especiais também. Bom, foi uma correria, até porque já era véspera de natal, mais em duas horas e meia, já estava em Belém, mesmo com esse caos aéreo de final de ano, correu tudo bem. Então comecei os preparativos para o natal, e a meia noite já estava tudo organizado e todos reunidos. O Natal foi maravilhoso, passei com pessoas especiais e muito queridas, e na virada brindamos, e pedimos a Deus que continuasse enchendo nossos corações com muito amor, muita saúde e muita paz em nossas vidas. Não deixamos de agradecê-lo, por mais uma reunião e pela fartura, pois há tantos que não tem. E pelos amigos, eles nos completam e nos preenchem com o calor de um abraço e com a ternura de uma palavra amiga.
Não me canso de vir a Belém, a cidade é simplesmente maravilhosa, as pessoas são cheias de vida, e de carinho, aqui você realmente sente o calor humano, e o calor da terra também, o lugarzinho quente! Rs!
No outro dia tivemos mais uma reunião e almoçamos todos juntos, mais tarde fui novamente passear em alguns pontos específicos daqui, que na verdade não me canso de visitar, como a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, uma das mais bonitas que pude conhecer, diante de várias que já passei em outros lugares, ali fiz minhas preces, e meus agradecimentos também, esse ano foi um ano de várias conquistas, de muitas alegrias, de algumas tristezas, de feridas que só o tempo pode curar, mais na verdade as alegrias são bem maiores, e por isso agradeci.
As ruas de Belém são fechadas e decoradas por muitas árvores e uma delas se destacam, as mangueiras, por isso o termo, “cidade das mangueiras”, no final do ano elas são decoradas com luzes, e o verde prevalece, deixando a cidade mais bonita ainda.
Também não posso deixar de citar, outros monumentos grandiosos e graciosos daqui, como o Teatro da Paz, belíssimo, como sua arquitetura perfeita, a Igreja da Sé, a noite iluminada, é lindíssima, os museus, nos levam a um mundo histórico que somente quem visita pode constatar, como o museu de arte sacra, é de se impressionar, estou fazendo um resumo de alguns lugares que mais me chamam a atenção, e faço questão de visitar todas as vezes que passo por aqui. Não posso deixar de citar as praças, tanto pra fazer aquela caminhada matinal ou mesmo quando o sol se põe, ou ate mesmo pra ler um livro e relaxar um pouco.
No ano passado, quando tive a oportunidade de vir a Belém, visitei algumas cidades mais afastadas, como salinas, algodoal e a ilha do mosqueiro, mais em algumas postagens anteriores já citei a beleza de cada lugar, então não vou contar novamente, esse ano resolvi conhecer outras cidades, mais afastadas ainda.
Então fui conhecer a Ilha do Marajó, em Belém há diversas ilhas, as pessoas só precisam vir com tempo, pois todos os percursos depende de barcos ou balsas. Muitos caminhos não passam carro, e ninguém quer que passe também. De Belém a ilha do Marajó são 3 horas de barco, ele sai exatamente às seis e meia da manhã, as instalações do barco são ótimas, que por sinal nem eu imaginava que seria tão confortável, na verdade isso porque paguei um pouco mais, o valor é tabelado, 23 reais, pagando mais 20 reais, fui no camarote, com cama, ar condicionado e uma vista privilegiada. Amei!!! A viagem é bem tranquila, por o barco ser de grande porte ele não balança tanto e até cheguei a dormir uns 20 minutos, hum, não posso deixar de falar que o camarote é ao lado da cabine, no qual pude tirar algumas dúvidas com o comandante e conhecer um pouco mais do trajeto também. Fui direto ao Porto de Camará e de lá, peguei uma van, a Salvaterra que são mais uns 40 minutos.
Aqui, é tudo impressionante, até mesmo comentei hoje, que Belém me impressiona cada dia mais como sua beleza e com lugares que não imaginei que tivesse por aqui.
Não imaginava encontrar um lugar assim, e olha que conheço vários lugares bonitos nesse Brasil e alguns fora também, na verdade aqui é uma beleza diferente, uma cultura completamente diferente, puxando para o lado indígena, o artesanato marajoara tem sua beleza, seus traços como nem um outro lugar parecido, e esse trabalho completamente manual. O verde aqui é predominante, no entanto é chamado de inferno verde, as matas, as florestas é tudo indescritível, quando eu via pela televisão, em algum programa não sabia ao certo como definir, ou até mesmo achava essa definição um tanto quanto exagerada demais. Mais hoje vejo que é realmente isso, no mesmo momento que você acha belíssima a paisagem te dar um certo medo, de navegar pelo rio, que chega em um ponto que você vê somente agua e um céu azul exuberante.
Votando a Salvaterra, estou literalmente em uma rede escrevendo meu roteiro e vendo o azul do rio na minha frente, optei por um hotel chamado hotel dos guaras, o qual as acomodações são chalés, cercada de coqueiros, palmeiras e árvores frutíferas, o que se destaca aqui é o abacaxi, aqui não se usa adoçantes nem açúcar, pois o doce da fruta já basta. Como o oceano já esta bem perto da ilha a praia é de água salgada. Na verdade posso dizer salobra.
O visual é perfeito, e como meu intuito é relaxar, colocar a cabeça no lugar, e direcionar meus pensamentos nos meus planos e objetivos para o próximo ano não pude escolher lugar melhor, também estou dedicando meu tempo para a leitura, na verdade já estou no meu segundo livro, um eu já citei aqui, que foi “Querido John”, agora estou lendo “Comer, Rezar e Amar”, só parei mesmo para escrever, o livro é fabuloso, mais depois vou blogar sobre isso também, e conto tudo sobre o livro.
Bom aqui começa minha viagem, amanhã vou até Soure, outra ilha aqui perto, mais também vou ter que atravessar de balsa, esta sendo uma experiência e tanto!
Então depois conto os detalhes por aqui...
Beijinhos!!!

sábado, 25 de dezembro de 2010


FELIZ NATAL AMIGOS!


Formam-se nuvens de esperança num céu de bondade,
Em cada coração há uma enorme desejo de felicidade e alegria!
Lares se iluminam numa magia sem qualquer maldade,
Iniludível, apenas o amor engrandece este lindo e peculiar dia...
Zelando totalmente pela nossa total paz e harmonia!

 
No íntimo de cada um de nós está o sentimento mais puro,
Aquele que norteia o significado verdadeiro da comemoração,
Todos sabem que Jesus é o nosso salvador e o porto seguro,
Aquarela de todas as emoções num só bondoso coração,
Libertando em todos nós os termos da sublime doação!


Alegria em cada rosto sem mascarar a tristeza,
Mudanças de atitudes e gestos de solidariedade,
Inquietação vestida da mais simples e calorosa nobreza,
Guardando em cada Ser o sentindo da sua própria verdade,
Originando a fagulha da mais verdadeira e sincera felicidade,
Somamos nossas expectativas numa única vontade: PAZ
Natal...

Um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas.
É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca.
É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações.
É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui.
Noite cristã, onde a alegria invade nossos corações trazendo a paz e a harmonia.
O Natal é um dia festivo e espero que o seu olhar possa estar voltado para uma festa maior, a festa do nascimento de Cristo dentro de seu coração.
Que neste Natal você e sua família sintam mais forte ainda o significado da palavra amor, que traga raios de luz que iluminem o seu caminho e transformem o seu coração a cada dia, fazendo que você viva sempre com muita felicidade.
Também é tempo de refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz.
Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida, que de fato queremos ser plenamente felizes.
Que queremos viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último.
Que queremos renovação e buscaremos os grandes milagres da vida a cada instante.
Todo Natal é hora de renascer, de florescer, de viver de novo.

FELIZ NATAL PARA TODOS!!!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Resumo da semana...

O que não se pode explicar aos normais...



Sobre o amor e o desamor, sobre a paixão
Sobre ficar, sobre desejar, como saber te amar?
Sobre querer, sobre entender, sem esquecer
Sobre a verdade e a ilusão
Quem afinal é você?
Quem de nós vai mostrar realmente o que quer?
Um coração nesse furacão, ilhado onde estiver.
O meu querer é complicado demais,
Quero o que não se pode explicar aos normais.
Sobre o porquê de tantos porquês,
E responder
Entre a razão e a emoção eu escolhi você!

Quem de nós vai mostrar realmente o que quer?
Um coração nesse furacão, ilhado onde estiver.
O meu querer é complicado demais,
Quero o que não se pode explicar aos normais.
Sobre o porquê de tantos porquês,
E responder
Entre a razão e a emoção eu escolhi você!
"É certo que não podemos mudar a direção dos ventos, mas podemos alterar a posição das velas".




♪ Sigo passos pelo nada sem saber
Que todos os meus rumos são você
São estrelas meus rumores de paixão
Pelos quatro cantos do meu coração ♪
Eu sou lúcida na minha loucura, permanente na minha inconstância, inquieta na minha comodidade. Pinto a realidade com alguns sonhos, e transformo alguns sonhos em cenas reais.

Choro lágrimas de rir e quando choro pra valer não derramo uma lágrima.
Amo mais do que posso e, por medo, sempre menos do que sou capaz.

Busco pelo prazer da paisagem e raramente pela alegre frustração da chegada.
Quando me entrego, me atiro e quando recuo não volto mais.

Mas não me leve a sério, sei que nada é definitivo. Nem eu sou o que penso que eu sou.
Nem nós o que a gente pensa que tem.

Prefiro as noites porque me nutrem na insônia, embora os dias me iluminem quando nasce o sol. Trabalho sem salário e não entendo de economizar. Nem de energia. Esbanjo-me até quando não devo e,
vezes sem conta, devo mais do que ganho.

Não acredito em duendes, bruxas, fadas ou feitiços. Não vou à missa. Nem faço simpatias.
Mas, rezo pra algum anjo de plantão e mascaro minha fé no deus do otimismo.

Quando é impossível, debocho. Quando é permitido, duvido.


Penso mais do que falo.
E falo muito, nem sempre o que você quer saber. Eu sei. Gosto de cara lavada — exceto por um traço preto no olhar — pés descalços, nutro uma estranha paixão por camisetas escuras e sinto falta de uma tatuagem no lado direito das costas.

Mas há uma mulher em algum lugar em mim que usa caros perfumes, sedas importadas e brilho no olhar, quando se traveste em sedução.


Se você perceber qualquer tipo de constrangimento, não repare, eu não tenho pudores mas, não raro, sofro de timidez. E note bem: não sou agressiva, mas defensiva. Impaciente onde você vê ousadia.
Falta de coragem onde você pensa que é sensatez.

Mas mesmo assim, sempre pinta um momento qualquer em que eu esqueço todos os conselhos e sigo por caminhos escuros. Estranhos desertos.

E, ignorando todas as regras, todas as armadilhas dessa vida urbana, dessa violência cotidiana, se você me assalta, eu reajo.
" Dos relacionamentos que você já teve, quais foram as ocasiões em que verdadeiramente você foi modificado para melhor?
Será que você é a lembrança doida na vida de alguém? Será que você já construiu cativeiros? Ou será que já viveu em algum?
Será que já idealizou demais as situações, as pessoas e por isso perdeu a oportunidade de encontrar situações e as pessoas certas?
Sejam quais forem as respostas, não tenha medo delas. Perguntar-se é uma maneira interessante de se descobrir como pessoa, pois as perguntas são pontes que nos favorecem travessias."
Nando Reis

Na loucura dos meus dias, vou conseguindo me fazer ver,
Que eu preciso de alguém que me entenda e que eu consiga entender...

Foi apenas mais uma noite!!!

 
Então, antes de ir embora, ele olhou para ela e acenou... 
Talvez fosse uma simples despedida, com um ar de "vejo você depois". Mas talvez fosse um adeus…
Ela riu e fechou a janela. Ela suspirou pesadamente. 
Talvez tivesse errado, mas o que podia fazer agora? O carro deu a partida. Imaginou quando veria a garoto de novo. Talvez o visse logo. E quando o visse de novo, as coisas poderiam ser diferentes.
- Mas não vão ser, não é…? – ela sussurrou, pensando alto sem perceber.
 
Mas você  foi apenas uma noite que acabou no amanhecer...
Para eles não acabou , mais já acabou a muito tempo...
 
She's beautiful as usual with bruises on her ego and
the killer instinct tells her to be aware of evil men.
And that's what you get for falling again...

Há Momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

"Amanhã a gente começa de novo"


E de novo, e de novo, e de novo....
Chico Buarque, é TUDO!
Amou daquela vez como se fosse a última, 
Subiu a construção como se fosse máquina, 
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas,
Tijolo com tijolo num desenho mágico,
Seus olhos embotados de cimento e lágrima...

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Same Mistake



A vida...

Aproveite a vida...
Faça amigos... 
Amigos que te façam feliz, amigos que te acompanhe a todo o momento.
Amigos que sorria pra você mesmo nos momentos mais difíceis, amigos que compartilhe tristezas, compartilhe alegrias, sofrimentos...
Pois são amigos assim que levamos para o fim de nossas vidas, amigos que sejam verdadeiramente amigos a qualquer hora...
Quando tiver vontade de abraçar, abrace...
Quando estiver precisando de alguém para conversar, chame...
Quando precisar de ajuda, não tenha medo de pedir, amigos estão sempre ao nosso lado...
Um simples abraço silencioso de amigos vale muito mais do que muitas coisas... Um abraço pode ser simples, mas é sincero...
Não duvide, não desconfie de seus verdadeiros amigos, pois independente do que estiver acontecendo, um amigo não mente para o outro, nem o engana.
Um humilde suspiro, ou lágrimas derramadas com amigos, representa muita coisa, pois alem de tudo, são sentimentos expressados entre eles...
Amizade não se procura, se acha...
E todos têm a oportunidade de achar amizades, apenas aproveite e cuide disso... Pois amigos são pessoas importantíssimas, e são pessoas que em muitas situações, fazem a diferença...
Então aproveite a vida, 
Ame, faça amigos... Seja feliz!"

Sem mandamentos...

Amor Contínuo
Robert Frost

  Ame seus pais e seus irmãos. Eles são a base de sua vida, seu chão e quem com certeza vai sempre te ajudar.
  Ame suas tias e tios, porque foram eles que por muitas vezes zelaram seu sono, quando você era apenas uma criança. Eu sei,você não se lembra! Mas você só vai entender o amor dos tios, depois que seu primeiro sobrinho nascer. Então, não perca tempo.
  Ame seus primos e amigos por mais que eles sejam completamente diferentes de ti. Aceite-os. Aceite-se. 
Todo mundo tem defeitos. E por falar neles... nos defeitos, ame sua barriga, suas celulites e as tais estrias. Elas indicam que sua vida está repleta de prazeres gastronômicos. Ame também seus quilos a mais, porque se eles não existissem você jamais poderia comemorar a vitória de um dia perdê-los. Ame seu cabelo do jeitinho que ele é.
E o seu armário... Mude. Completamente. Doe. Experimente coisas novas, outras cores. Calças largas e calcinhas/cuecas de algodão. E não troque seu velho pijama por nada nesse mundo. Ele é o seu companheiro de sonhos.
  E é com aquele tênis feio e fora de moda, com o formato exato dos seus pés, que eu acho que você deve sair para caminhar todas as manhãs. Pra amar as coisas que estão do lado de fora.  Tarefa difícil. Respire.
  No fundo, procure outra pessoa para amar um tanto, que dê até vontade de se casar com ela. Namore. E não se preocupe com o tempo que a paixão vai durar. Se gostem. Se assumam. Se curtam. Se abracem. Se beijem. Viagem.
  E saiam para dançar sempre!!! Tomem café da manhã juntos. Fiquem o domingo inteiro na cama, enquanto o mundo despenca numa chuva fria e fina.
 E quando você achar que já amou demais nessa vida, tenha filhos. Se não conseguir, adote. Dizem que não há amor maior. E eles vão crescer, amando você e muitas outras coisas e pessoas.
  Com sorte, você terá netos. E dos seus netos, receberá mais tarde com muito orgulho, o amor dos bisnetos.
 Quando pede alguma coisa, saiba também agradecer, agradeça pelas coisas, a Deus pela tua vida, pelos amigos que tem, por que cada um que passa pela tua vida nunca passa por acaso, há sempre o que aprender e também a ensinar.
  Quando você achar que deve mudar alguma coisa, então faça alguma coisa pra mudar. Nunca permita que teus medos impeçam de fazer aquilo que deseja.  Procure gostar das coisas internas, não fique colecionando matérias, o bem físico se vai, mais cedo ou mais tarde, o que fica verdadeiramente é o que você faz pelos outros e por você mesmo! Pense nisso!
  O nosso amor é contínuo... 
É para sempre. É INFINITO!!! 
O destino decide quem vamos encontrar na vida. 
As atitudes decidem quem fica!
Janelas para a Vida


Abra a janela do teu coração e deixe a alma arejar! 
Sabe aquele cheiro de mofo de sonhos que envelheceu e você nem se deu conta? Deixe que o vento leve para longe...
Livre-se também do ranço amargo de toda mágoa e do rancor, faça uma boa limpeza na vidraça do coração, garanto que você enxergará melhor a vida lá fora.
Deixe a luz inundar tudo, apagar as marcas das decepções, as tristezas das derrotas e da mania de sofrer por sofrer e acima de tudo, permita que o sol derreta o gelo da solidão.
Apaixone-se por um sorriso e sorria junto, ilumine as janelinhas dos olhos... Ame a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs.
Escancare a janela dos desejos e esbanje sonhos, ninguém sonha em vão, e também não é verdade que os sonhos fogem, as pessoas é que desistem, e eles morrem.
Desenhe um horizonte além da tua janela, exagere nas cores e... Faça florescer todos os campos que sua vista alcança. 
Vá além, muito além....
Abra a janela da vida e seja pleno em cada coisa ainda que pareça pequena. 
Viva com a espontaneidade de uma criança. 
Debruce na janela e não olhe a vida passar através dela... Viva!
ALMA DE MULHER

Nada mais contraditório do que ser mulher...
Mulher que pensa com o coração age pela emoção e vence pelo amor.
Que vive milhões de emoções num só dia e transmite cada uma delas, num único olhar.
Que cobra de si a perfeição e vive arrumando desculpas para os erros, daqueles a quem ama.
Que hospeda no ventre outras almas, dá a luz e depois fica cega, diante da beleza dos filhos que gerou.
Que dá as asas, ensina a voar mas não quer ver partir os pássaros, mesmo sabendo que eles não lhe pertencem.
Que se enfeita toda e perfuma o leito, ainda que seu amor nem perceba mais tais detalhes.
Que como uma feiticeira transforma em luz e sorriso as dores que sente na alma, só pra ninguém notar.
E ainda tem que ser forte, pra dar os ombros para quem neles precise chorar.
Feliz do homem que por um dia souber, entender a Alma da Mulher !!!
Compromisso...

Dê sempre o melhor...E o melhor virá!
Às vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas...
Perdoe-as assim mesmo!
Se você é gentil, as pessoas podem acusá-lo de egoísta e interesseiro...
Seja gentil assim mesmo!
Se você é um vencedor, terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros...
Vença assim mesmo!
Se você é honesto e franco, as pessoas podem enganá-lo...
Seja honesto e franco assim mesmo!
O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra...
Construa assim mesmo!
Se você tem paz e é feliz, as pessoas podem sentir inveja...
Tenha paz e seja feliz assim mesmo!
O bem que você faz hoje, pode ser esquecido amanhã...
Faça o bem assim mesmo!
Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante...
Dê o melhor de você assim mesmo!
E veja você que, no final das contas, é entre você e DEUS...
Nunca foi entre você e eles!
Tenha uma ótima Semana!


Texto: Madre Teresa de Calcutá
Crescer é ...
 
Ser cada dia um pouco mais nós mesmos. ...
Dar espontaneamente sem cobrar inconscientemente. ...
Aprender a ser feliz de dentro para fora. ...
Buscar no próximo um meio de nos prolongarmos. ...
Sentir a vida na natureza. ...
Entender a morte como natural da vida. ...
Conseguir a calma na hora do caos. ...
Ter sempre uma arma para lutar e uma razão para ir em frente. ...
Saber a hora exata de parar e buscar um algo novo. ...
Não devanear sobre o passado, mas trabalhar em cima dele para o futuro. ...
Reconhecer nossos erros e valorizar nossas virtudes. ...
Conseguir a liberdade com equilíbrio para não sermos libertinos. ...
Exigir dos outros, apenas o que nós damos a eles. ...
Realizar sempre algo edificante. ...
Ser responsável por nossos atos e por suas conseqüências. ...
Entender que temos o espaço de uma vida inteira para crescer. ...
Nos amarmos para que possamos amar os outros como nós mesmos. ...
Assumir que nunca seremos grandes,
mas que o importante é estar sempre em crescimento.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010


Há coisas bonitas na Vida


Há algum tempo atrás li um livro que comparava a vida a uma viagem de trem.
Uma leitura extremamente interessante, quando bem interpretada.
Isso mesmo, a vida não passa de uma viagem de trem,
cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes,
agradáveis surpresas em muitos embarques
e grandes tristezas em alguns desembarques.
Quando nascemos, entramos nesse magnífico trem
e nos deparamos com algumas pessoas, que julgamos,
estarão sempre nessa viagem conosco, nossos pais.
Bonitas são as coisas vindas do interior,
as palavras simples, sinceras e significativas.
Bonito é o sorriso que vem de dentro,
o brilho dos olhos...
Bonito é o dia de sol depois da noite chuvosa
ou as noites enluaradas de verão em que todos saem de casa.
Bonito é procurar estrelas no céu
e dar de presente ao amigo, amiga, namorado...
Bonito é achar a poesia do vento, das flores e das crianças.
Bonito é chorar quando se sentir vontade
e deixar que as lágrimas rolem sem vergonha ou medo de crítica.
Bonito é gostar da vida e viver do sonho.
Bonito é ser realista sem ser cruel,
é acreditar na beleza de todas as coisas.
Bonito é a gente continuar sendo gente em quaisquer situações.
Bonito é você ser você.

"Felicidade não é o que acontece na nossa vida, mas como nós elaboramos esses acontecimentos. A diferença entre o sábio e o ignorante é que o primeiro sabe aproveitar suas dificuldades para evoluir, enquanto o segundo se sente vítima de seus problemas"

Quando eu era criança, sentia-me muito infeliz. Havia tantas coisas que queria fazer e não podia! Quando me sentia frustrado, pensava no dia em que entraria na escola. Seria então muito feliz. Quando entrei no primário, percebi que ainda faltavam muitas coisas para ser feliz. Então achei que, quando passasse para o ginásio, seria totalmente feliz.

Mas também não foi assim. Imaginei que, quando subisse um pouco mais os degraus do conhecimento e fosse para o colegial, finalmente seria feliz. Mas minha insatisfação continuou. Ah, mas quando entrasse na faculdade de medicina a felicidade viria inevitavelmente. Outra frustração. Os problemas continuavam e a angústia aumentava. Quando me tornasse médico, pensei, alcançaria a felicidade. Teria poder, dinheiro, as pessoas me respeitariam e, dali em diante, tudo daria certo para mim.

Demorou, mas acabei percebendo que não era desse jeito que a vida funcionava. Não havia um momento definitivo de felicidade. Então conclui que a felicidade não existia. Até que um professor me disse que não existia felicidade, mas apenas momentos felizes, e que nós tínhamos de aproveitá-los para poder desfrutar a vida o melhor possível. “É isso mesmo!”, pensei. Nos momentos em que vivia o amor ou conseguia uma vitória no trabalho, me sentia bem. Felicidade devia ser algo parecido com isso. Esses momentos me davam a sensação de paz, tranqüilidade, e isso devia ser a felicidade. Entretanto, depois de algum tempo, percebi que faltava alguma coisa mais. Não era possível que felicidade fosse só aquilo. Tanta luta por tão pouca recompensa!


Em um momento da vida achei que tinha conquistado tudo o que imaginei ser possível para me tornar feliz. Mas eu vivia frustrado, perguntava-me se a vida era só uma coletânea de momentos. Como sempre fui muito religioso, não acreditava que o Criador fosse capaz de me mandar para essa viagem por tão pouco. Deveria haver algo mais. Assim, decidi ir para o Oriente conversar com os mestres e saber o que eles pensavam a respeito da felicidade.


Fui para o Nepal, mais exatamente para um mosteiro budista nos arredores de Katmandu. Chegar àquele lugar já foi uma epopéia. Uma viagem de avião até Londres, outra até Nova Délhi e mais uma até Katmandu.


Um amigo havia me indicado um mestre que vivia ali. Instalei-me em um hotel e saí à procura do mosteiro. Na portaria, a pessoa que me atendeu disse que ele iria me receber às 9 horas da manhã seguinte. Naquela noite praticamente não dormi. Fiquei excitado com a possibilidade de me ser revelado o segredo da felicidade. Saí ainda de madrugada do hotel, na esperança de o mestre estar disponível e poder conversar mais cedo comigo. Fiquei esperando até que, por volta de 9 horas, uma mulher que falava inglês com sotaque francês entrou na sala.


Imaginei que me levaria ao mestre. Acompanhou-me até uma sala, estendeu uma almofada e pediu para que me sentasse a sua frente. Era uma moça morena, jovem, muito bonita, a quem pedi:


— Quero falar com o mestre.


Ela então me respondeu:


— Eu sou o mestre.


Não consegui esconder meu desapontamento e raciocinei: “Viajei tanto para chegar até aqui e conversar com um mestre de verdade, e me aparece uma mestra francesa! Todo mundo procura um mestre velhinho, oriental, com longas barbas. Não uma mulher jovem e bonita, que nem nasceu no Oriente!”


Resolvi insistir:


— Você não entendeu direito, quero falar com o mestre.


E novamente ela me respondeu:


— Eu sou o mestre.


Então pensei: “Vou fazer uma pergunta bem difícil para que ela se sinta embaraçada e me leve ao mestre de verdade”.


— O que é budismo? — perguntei.


Tranqüilamente, ela me respondeu:


— A base do budismo é o fato de que todo ser humano sofre.


Pensei comigo mesmo: “Não é possível. Saio da cultura ocidental, que prega o sofrimento como base da purificação e da sabedoria, e aqui ouço que a base do budismo é o sofrimento?” Não satisfeito, resolvi fazer uma pergunta ainda mais difícil para que ela não soubesse a resposta e me levasse ao verdadeiro mestre:


— E por que os seres humanos sofrem?


— Porque são ignorantes — ela respondeu.


Pensei: “Bem, se são ignorantes, deve haver alguma coisa que não saibam e que talvez seja a resposta para o que estou procurando”.


— E qual é o conhecimento que nos falta? — arrisquei.


— O que precisamos ter é a compreensão de que as coisas na nossa vida são dinâmicas e fluidas. Quando o ser humano está feliz bloqueia a felicidade, pois deseja a eternidade para esse momento. Torna-se rígido, com medo de que o prazer acabe. Quando está infeliz, julga que o sofrimento não terá fim, mergulha na sombra, e assim amplia sua dor.


A mestra continuou:


— Como as ondas do mar, a vida é dinâmica. É tão certa a subida quanto a descida. Cada momento tem sua beleza. No prazer nós nos expandimos e na dor nos contraímos. Um movimento é complementar ao outro. Saber apreciar a alegria e a dor constitui a base da felicidade. Você não pode ser feliz somente quando tem prazer, pois perderá o maior aprendizado da existência. Você deve descobrir um jeito de ser feliz na experiência dolorida porque ela carrega a oportunidade de desenvolvimento.


À medida que a mestra falava, meu queixo caía. Como ela tinha atingido tanta sabedoria? Por que eu não havia chegado antes àquelas conclusões? Será que, finalmente, iria conhecer o segredo da felicidade?


E ela continuava a me ensinar:


— Não desfrute somente o sol, aprecie também a lua. Não desfrute somente a calmaria, aproveite a tempestade. Tudo isso enriquece a existência. A vida não acontece somente dentro de uma casa, de uma cidade, de um país: ela tem de ser experimentada dentro do universo. A felicidade é um jeito de viver, é uma conduta, é uma maneira de estar agradecido ao sol, à lua, a quem lhe estende a mão e também a quem o abandona, pois certamente nesse abandono está a possibilidade de você descobrir a força que existe em seu interior. A felicidade não é o que as pessoas têm, mas o que elas fazem com isso. Por esse motivo há pessoas que, apesar de ter bens materiais, de ser bem relacionadas, com filhos saudáveis, ainda assim se sentem angustiadas e deprimidas.


Encantado com suas palavras, consegui apenas balbuciar antes de sair:


— Obrigado, mestra!


No caminho de volta, fiquei pensando: A felicidade não é o que acontece na nossa vida, mas como nós elaboramos esses acontecimentos. A diferença entre o sábio e o ignorante é que o primeiro sabe aproveitar suas dificuldades para evoluir, enquanto o segundo se sente vítima de seus problemas.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Niver da minha mãeeeee....


Existem momentos em nossas vidas, que jamais poderiam ser resumidos em simples palavras.

Ao longo desses anos fui convivendo com uma mulher que me despertava diariamente para uma realidade, que me fazia acreditar sempre mais e mais no verdadeiro significado das palavras com determinação, respeito e amor.

Você foi ao longo desses anos à pessoa que mais me ouviu.

A amiga e mãe, que mais soube dos meus medos e das alegrias que tive, participou intensamente do meu crescimento e me ajudou a tomar as decisões mais difíceis.

Sem dúvida alguma você é a pessoa que mais me conhece e por isso quero abrir o meu coração e dizer como estou feliz em participar de mais um ano, quero que a minha alegria transmita a você, meu mais puro e sincero amor e toda a gratidão que tenho pelas coisas que fez durante esses anos, espero estar sempre ao seu lado e poder retribuir cada palavra e gesto de carinho que dedicou a mim,

Você é a melhor mãe do mundo.

Te amo e feliz aniversário!!!

Cegos do Castelo



Eu não quero mais mentir
Usar espinhos
Que só causam dor
Eu não enxergo mais o inferno
Que me atraiu
Dos cegos do castelo
Me despeço e vou
A pé até encontrar
Um caminho, um lugar
Pro que eu sou...

Eu não quero mais dormir
De olhos abertos
Me esquenta o sol
Eu não espero que um revólver
Venha explodir
Na minha testa se anunciou
A pé a fé devagar
Foge o destino do azar
Que restou...

E se você puder me olhar
Se você quiser me achar
E se você trouxer o seu lar...

Eu vou cuidar
Eu cuidarei dele
Eu vou cuidar
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Do seu jardim...

Eu vou cuidar
Eu cuidarei muito bem dele
Eu vou cuidar
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Eu cuidarei do seu jantar
Do céu e do mar
E de você e de mim...

Meu Amor Se Mudou pra Lua



Cai a tarde sobre os ombros
Da montanha onde me largo
O dia não foi!
A noite o que será?
Meus cabelos pela grama
E eu sem nem querer saber
Por onde começo
E onde vou parar?...

Na imensidão da manhã
Meu Amor Se Mudou Pra Lua
Eu quis te ter como sou
Mas nem por isso ser sua...(2x)

Vou adiante como posso
Liberdade é do que gosto
O dia nasceu
Azul à sua forma
Já não quero mais ser posse
Fosse simples como fosse
Um dia partir
Sem ganchos nem correntes...

Façamos um brinde
Façamos um brinde
À noite que já vai chegar
Façamos um brinde
Façamos um brinde
Ao vento que veio dançar...

Na imensidão da manhã
Meu Amor Se Mudou Pra Lua
Eu quis te ter como sou
Mas nem por isso ser sua...(4x)

Na imensidão da manhã...

Monique Kessous - Frio

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Pontes indestrutíveis...

Buscando um novo rumo que faça sentido nesse mundo louco com o coração partido
Tomo cuidado para que os desequilibrados não abalem minha fé pra eu enfrentar com otimismo essa loucura
Os homens podem falar mais os anjos podem voar
Quem é de verdade sabe quem é de mentira.
Não menospreze o dever que a consciência te impõe não deixe pra depois valorize a vida

Resgate suas forças e se sinta bem, rompendo a sombra da própria loucura.
Cuide de quem corre do seu lado e de quem te quer bem
Essa é a coisa mais pura

Fragmentos da realidade estilo mundo cão, tem gente que desanda por falta de opção.
Toda fé que eu tenho to ligado que ainda é pouco
Os bandidos de verdade tão em Brasília tudo solto
Eu faço da dificuldade a minha motivação
A volta por cima, vem na continuação.
O que se leva dessa vida é o que se vive o que se faz
Saber muito é muito pouco, "Stay Will" estejam e paz.

O que importa é se sentir bem, o que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo evoluir também.
O que importa é se sentir bem, o que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo prosperar também.
O que importa é se sentir bem, o que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo evoluir também.
O que importa é se sentir bem...

Resgate suas forças e se sinta bem, rompendo a sombra da própria loucura.
Cuide de quem corre do seu lado e de quem te quer bem
Essa é a coisa mais pura

Difícil é entender e viver no paraíso perdido
Mais não seja mais um iludido
Derrotado e sem juízo Então

Resgate suas forças e se sinta bem, rompendo a sombra da própria loucura.
Cuide de quem corre do seu lado e de quem te quer bem
Essa é a coisa mais pura

O que importa é se sentir bem, o que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo evoluir também.
O que importa é se sentir bem, o que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo prosperar também.
O que importa é se sentir bem, o que importa é fazer o bem
Eu quero ver meu povo todo evoluir também.
O que importa é se sentir bem...

Viver, viver e ser livre,
Saber dar valor para as coisas mais simples
Só o amor constrói pontes indestrutíveis.
                                                                     Charlie brown Jr

O mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante!

Já tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já perdoei erros quase imperdoáveis. Já fiz coisas por impulso, Já me decepcionei com pessoas que nunca pensei que me iriam decepcionar, Mas também já decepcionei alguém... Já abracei para proteger, Já me ri quando não podia, Fiz amigos eternos, Amei e fui amada, Já gritei e pulei de tanta felicidade, Já vivi de amor e fiz juras eternas Já chorei a ouvir música e a ver fotografias, Já telefonei só para ouvir UMA voz, Já me apaixonei por um sorriso, Já pensei que fosse morrer de tantas saudades E tive medo de perder alguém especial. Mas vivi, e ainda vivo! Não passo pela vida… Vive! É bom mesmo lutar com determinação, Abraçar a vida com paixão, Perder com classe E vencer com ousadia, Porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é MUITO para ser insignificante.
Tua caminhada ainda não terminou....
A realidade te acolhe
dizendo que pela frente
o horizonte da vida necessita
de tuas palavras
e do teu silêncio.

Se amanhã sentires saudades,
lembra-te da fantasia e
sonha com tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do mundo
jamais conseguirão obter,
porque é uma vitória que surge da paz
e não do ressentimento.

É certo que irás encontrar situações
tempestuosas novamente,
mas haverá de ver sempre
o lado bom da chuva que cai
e não a faceta do raio que destrói.

Tu és jovem.
Atender a quem te chama é belo,
lutar por quem te rejeita
é quase chegar a perfeição.
A juventude precisa de sonhos
e se nutrir de lembranças,
assim como o leito dos rios
precisa da água que rola
e o coração necessita de afeto.

Não faças do amanhã
o sinônimo de nunca,
nem o ontem te seja o mesmo
que nunca mais.
Teus passos ficaram.
Olhes para trás...
mas vá em frente
pois há muitos que precisam
que chegues para poderem seguir-te.

                                                                                                    Charlie Chaplin
Gosto de perceber que cresci. Percebo atualmente, que os últimos  anos mudaram a minha vida e, principalmente mudaram-me a mim enquanto ser individual. Talvez tenha sido o trabalho, a família, os acontecimentos ou simplesmente as pessoas que se cruzaram no meu caminho e que, irremediavelmente, foram deixando cunhos impossíveis de apagar. Umas pela positiva e tantas outras pela negativa.

Todas essas figuras tiveram uma função fundamental no aspecto como afronto o mundo, na maneira como olho os meus semelhantes ou as situações próprias.

Os amigos, esses são os de sempre, os imprescindíveis. A família em nada muda, nas horas boas e nas más acompanham-me e nunca me deixam cair. Os acontecimentos, esses fizeram-me crescer, amadurecer, encarar a vida como um trilho com obstáculos que cada um ultrapassa ao seu melhor gênero, no ritmo que deseja e com a força que possui.

Agora as pessoas… essas sim, difíceis de perceber, talvez o maior óbice de ultrapassar. Tantas mentiras, falsificações de boas índoles e sentimentos autênticos, também felicidade e deleite de reconhecer o real sentido da amizade. 
Nunca estamos inabaláveis quando conduzimos alguém para um universo que é próprio. Jamais podemos ter a convicção absoluta que elegemos um sujeito genuíno para declarar silêncio do espírito, para contar histórias da nossa existência, para repartir sentimentos. Por vezes, com alguma reciprocidade, atingimos o ponto exato e adquirimos aliados para a vida. Em outras descobrimo-nos frustrados, abatemo-nos num alvéolo sem desfecho e mortificamos o denodo por um ser benquisto, mas disperso para a eternidade.
Estes dois anos envelhecidos, mas não antigos, que com tanto grado rememoro, onde faço analogias absurdas entre o antes e o depois. Estes anos esplêndidos que inovaram a minha individualidade, que reformularam a minha alma e a minha retrospectiva do mundo. Estes foram anos de combate, flagelo, êxito, memórias inesquecíveis, pessoas que falsearam, que me amaram, que choraram comigo, que partilharam fábulas imaginárias e que me fizeram feliz e infeliz, mas que… obrigada, fizeram-me engrandecer!

Que mais anos se passem igualmente. No equilíbrio do bom e do mau que ainda tento descobrir em mim.

Mulher de fases

terça-feira, 14 de dezembro de 2010



"Se não for hoje, um dia será.
Algumas coisas, por mais impossíveis e malucas que pareçam,
a gente sabe, bem no fundo, que foram feitas pra um dia dar certo.”
 



Mesmo assim, tenho vivido ao pé da letra o ‘dia-após-o-outro’,
jamais adornando os dias com os meus costumeiros exageros que conheço bem.
É difícil manter os pés no chão enquanto a mente voa…

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. 
Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. 
Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. 
Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...
O de mais nada fazer.
"Estremeço de prazer por entre a novidade de usar palavras que formam intenso matagal. Luto por conquistar mais profundamente a minha liberdade de sensações e pensamentos, sem nenhum sentido utilitário: sou sozinha, eu e minha liberdade.
É tamanha a liberdade que pode escandalizar um primitivo, mas sei que não te escandalizas com a plenitude que consigo e que é sem fronteiras perceptíveis.
Esta minha capacidade de viver o que é redondo e amplo - cerco-me por plantas carnívoras e animais legendários, tudo banhado pela tosca e esquerda luz de um sexo mítico.
Vou adiante de modo intuitivo e sem procurar uma idéia: sou orgânica. E não me indago sobre os meus motivos. Mergulho na quase dor de uma intensa alegria – e para me enfeitar nascem entre os meus cabelos folhas e ramagens"...